:

Blog

O que nossos egressos, mestrandos e doutorandos dizem sobre o MCTI?

O PPGMCTI (Programa de Pós-Graduação em Modelagem Computacional e Tecnologia Industrial), desenvolve pesquisas interdisciplinares nas áreas de Modelagem de Sistemas Cognitivos, Sistemas Complexos e Modelagem de Processos Industriais.

Com a necessidade de prever cenários e agir estrategicamente na Indústria 4.0, crescem as demandas de Projetos de PD&I para simulação, testes e modelagem de soluções para problemas complexos. A Modelagem Computacional associada a Tecnologia Industrial trabalha interdisciplinarmente as áreas da Ciência de Dados, da Computação, Fenômenos Complexos entre outras, podendo apoiar diversos setores da indústria.

A história do MCTI, é, também, a história de seus alunos: mestres e doutores que trabalham pelo futuro da ciência e inovação.

Modelagem Computacional aplicada à indústria

Em 2011, Ivo Andrei ingressou no MCTI como doutorando. Em sua tese, desenvolveu uma ferramenta computacional para perfuração em operação de linhas de hidrocarbonetos com H2 em mistura.

Coordenador Técnico de Projetos na Braskem, Ivo destacou a fácil adequação do programa à sua rotina de trabalho como um diferencial. “O curso do Doutorado tem um curso flexível para quem está trabalhando. A maioria dos créditos era noturno e os diurnos aconteciam num bom horário.”

Em seu trabalho, Ivo propôs a criação de um simulador que consegue definir quais são os melhores parâmetros para prevenir possíveis falhas em trepanações, processo de furação que é caracterizado pela otimização e pela redução de custos em soldagens.

Ivo também salientou a importância do corpo docente do MCTI, caracterizando-o como “altamente qualificado, capacitado e reconhecido”. Desde que se formou, Ivo realizou cerca de 60 trepanações utilizando o simulador desenvolvido em nosso programa, na Braskem. Segundo ele, o simulador “trouxe ganhos na casa dos milhões de reais para a companhia”.

Fontes alternativas de energia no campo da refrigeração

A discente de mestrado Caroline Neves está desenvolvendo um projeto de aplicação de fontes limpas de energia em equipamentos de refrigeração e ar condicionado. Em seu trabalho, ela propõe um estudo energético, exérgetico e econômico destas aplicações.

A possibilidade de aplicar os encaminhamentos de sua pesquisa às necessidades do mercado surge, para ela, como um ponto interessante: “Fazer uma pesquisa prática e contar com o suporte de pesquisadores é algo valorizável”.

Graduada em Engenharia Mecânica e bolsista da FAPESB, Neves destacou a liberdade dada pelo SENAI CIMATEC aos alunos de Pós-Graduação. “Aqui, você tem a obrigação de entregar sua dissertação, ponto. No SENAI, não existe uma obrigação de publicação em periódicos, por exemplo.”

Esta autonomia do aluno aparece, para Caroline, na predisposição do corpo docente em abraçar linhas de pesquisa que estejam em campos semelhantes ao seu, de maneira mais flexível.

As inscrições para o MCTI estão abertas! Para inscrever-se, acesse: senaicimatec.com.br/mestrado-e-doutorado

0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x